Monthly Archives: novembro 2016

Alienação Parental

Na esfera do Direito de Família, podemos dizer que a síndrome da Alienação Parental vislumbra as ações, atitudes e reações repugnantes do alienador (a) em relação ao genitor (a) alienado (a) e está associada a situações em que o fim do relacionamento conjugal, gera em um dos genitores um sentimento de vingança. Assim sendo, este tenta de forma abusiva afastar o filho do relacionamento com o outro genitor e sua família.

A grande questão desta situação é o sofrimento que a criança é exposta e que pode gerar traumas por uma vida inteira.

Este tema desperta a atenção de todos pois é muito mais comum do que imaginamos, visto que praticamente todos já presenciaram casos de alienação, sendo que até alguns já foram vítimas ou são os próprios alienadores ou alienados do abuso.

O conceito legal de Alienação Parental está disposto no art. 2º da Lei 12.318, de 2010, no qual é definido:

Alienação parental é o ato de interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida por um dos genitores.